Cidadania através de intervenções de carácter social e cultural
Cidadania e Desenvolvimento
Cidadania e Desenvolvimento

Cidadania e Desenvolvimento

O que é a Educação para a Cidadania Global?

À medida que a comunidade internacional experimenta uma crise de saúde sem precedentes, e que os desafios contemporâneos que ameaçam o Estado de direito são uma fonte de crescente preocupação para muitas sociedades ao redor do mundo, apercebemo-nos agora que os desafios que enfrentamos estão totalmente interligados.

Todos nos sentimos ligados como cidadãos pertencentes à mesma grande comunidade, a uma humanidade comum chamada a definir ações com vista a promover a paz, uma melhor convivência, bem-estar, prosperidade e desenvolvimento sustentável.

      A Educação para a Cidadania Global (Global Citizenship Education – GCED) é a resposta da UNESCO a estes desafios. A GCED é uma forma de aprendizagem cívica, que visa transmitir os conhecimentos, aptidões, valores e atitudes necessários para ajudar a promover a tolerância, equidade e paz no mundo. Este sentimento de cidadania e desenvolvimento global enfatiza a interdependência política, económica, social e cultural, assim como a interligação entre o local, o nacional e o global. O trabalho da UNESCO nesta área está alicerçado no trabalho para a Agenda para o Desenvolvimento Sustentável de 2030.

Os objetivos da GCED são para alunos ativos de todas as idades para:

  • conhecer a sua identidade e a sua posição numa rede de relações múltiplas (família, amigos, escola, comunidade local, país), que é a base para a compreensão da dimensão global da cidadania e desenvolvimento;
  • compreender as estruturas da governação global, nacional e local, os direitos, deveres e responsabilidades de cada cidadão;
  • reconhecer, respeitar e apreciar as diferenças e as múltiplas identidades, para viver em harmonia com os outros;
  • prestar atenção aos outros, especialmente aos mais vulneráveis, e demonstrar empatia e compaixão;
  • adquirir valores de equidade e justiça social, bem como competências para analisar de forma crítica as desigualdades ligadas ao género, situação socio-económica, cultura, religião e idade;
  • adquirir uma consciência aguda, um sentido moral rigoroso e capacidades de pensamento crítico que possam ser transpostas construtivamente para as suas vidas do quotidiano;
  • adquirir a capacidade de tomar decisões, de usar os métodos e instrumentos de resolução de problemas, mediação, negociação, colaboração, diálogo e construção da paz;
  • se familiarizarem com questões éticas: biodiversidade, alterações climáticas, consumismo, comércio justo, migração, pobreza e riqueza, desenvolvimento sustentável, terrorismo, guerra, etc;
  • refletir sobre o impacto geral das suas escolhas e decisões, envolver-se em ações cívicas, empreendedorismo social, participação ativa, assumindo responsabilidades pessoais e sociais.

A GCED tem uma perspetiva de aprendizagem ao longo da vida, que começa na primeira infância e continua através de cada nível de educação até à idade adulta.

Requer abordagens formais e informais, intervenções abrangendo tanto programas educacionais como atividades extracurriculares, métodos convencionais e não convencionais para encorajar uma ampla participação dos aprendentes. Os tópicos de aprendizagem devem ser práticos, apropriados à idade dos alunos, bem como aos diversos contextos geográficos e socioculturais.

Nos últimos anos, dois Fóruns para a Aprendizagem da Cidadania Global foram organizados pela UNESCO. Pesquisas, consultas e experiências têm sido levadas a cabo no terreno por agentes educativos de diferentes regiões do mundo.

A educação tem o poder de fazer a diferença. Ela ajuda a moldar os valores das gerações futuras. Sabemos que a adolescência é um período de desenvolvimento crucial durante o qual a identidade, a pertença e a socialização – especialmente entre os pares – são particularmente importantes. As escolas desempenham, portanto, um papel importante na socialização dos jovens, no seu desenvolvimento, na construção das suas ideias e na sua concepção de justiça, democracia e direitos humanos. Os professores são normalmente o ator principal neste trabalho e têm uma influência decisiva, juntamente com as famílias, nas atitudes e comportamentos dos jovens.

A GCED é hoje um tema importante nas nossas sociedades. Deve ajudar a garantir que as gerações futuras sejam constituídas não só por cidadãos com espírito crítico, mas também por atores esclarecidos e autónomos, preparados para construir sociedades pacíficas, justas e inclusivas.